[Especial] 7 anos de Sem Serifa – Trajetórias profissionais

Chegou de novo o dia mega especial que é o aniversário do Sem Serifa. Muita coisa mudou desde aquele outro verão, em dezembro de 2013, em que Isa e Bárbara decidiram começar este blog, e pensamos que este aniversário seria uma boa época para começar a tratar de um tema que desde o início falávamos em trazer para o blog: o nosso trabalho no mercado de livros. Se você curte saber mais sobre os bastidores da produção editorial, a partir de hoje vai poder acompanhar, aqui no blog e na nossa página do Instagram, curiosidades sobre o assunto e dicas para quem também trabalha ou gostaria de trabalhar com livros. 

Para começar essa conversa, gostaríamos de compartilhar um pouco da história profissional de cada uma de nós – inclusive foi trabalhando juntas que nos tornamos mais próximas.

Bárbara Prince

Entrei no curso de Editoração da ECA-USP em 2008 e, no final de 2009, comecei a estagiar na Todotipo Editorial, uma prestadora de serviços fundada por ex-alunos da ECA bastante experientes no mercado. Lá trabalhávamos principalmente com a revisão de materiais didáticos, mas também pude revisar alguns livros infantis e conteúdos para outros mercados, e até coordenar a produção de alguns paradidáticos. Continuei na Todotipo após terminar a graduação, ao mesmo tempo que fazia alguns trabalhos de revisão e preparação de texto como freelancer. No início de 2015 passei a trabalhar como produtora editorial na Aleph. Realizei meu sonho de trabalhar com livros mais comerciais, e ainda tive a sorte de fazer isso com um dos meus gêneros literários favoritos: a ficção científica. Passei 4 anos na Aleph, sendo responsável pela coordenação editorial de dezenas de lançamentos, e também tive a oportunidade de trabalhar bem próxima aos departamentos de marketing e comercial. Desde o início de 2019, trabalho como freelancer em tempo integral, fazendo revisão, preparação e coordenação editorial para clientes como Antofágica, Morro Branco, Planeta de Livros e Revista Cult.

Você pode ver meu portfólio com todos os livros em que já trabalhei neste link.

Giovana Bomentre

Minha porta de entrada para o mercado editorial também foi a Todotipo, em 2014, em um estágio para o qual fui indicada pela Babi. Eu tinha acabado de entrar na Letras – USP depois de três anos de Farmácia e Bioquímica – formação que foi bastante útil na lida com as obras didáticas. Na Todotipo eu aprendi o ofício: desde marcas de revisão até quais herdeiros de autores são complicados na hora de tentar citar alguma obra. A partir do final desse mesmo ano comecei a prestar serviços como freela, principalmente de revisão.

Depois desse estágio trabalhei alguns meses na Alura, uma empresa de ensino voltada para programação e tecnologia, ainda prestando serviços editoriais como freelancer. Voltei em seguida para a Todotipo e no final de 2017 entrei na Morro Branco como assistente editorial. No meio daquele ano passei a coordenar toda a produção de livros, tendo a honra de trabalhar com autores como Octavia Butler, Margaret Atwood, Samuel Delany e Ursula Le Guin. Entre 2018, meu último ano de graduação e 2019, fiz o ciclo formativo de tradução literária da Casa Guilherme de Almeida.

Como editora na Morro Branco tive a oportunidade de pensar a publicação como um todo, me envolvendo também com os eventos e com a divulgação, bem como com editais governamentais.

Em 2018 comecei uma newsletter semanal de poesia, chamada Ponto sem nó, e desde agosto de 2020 também estou trabalhando exclusivamente como freelancer, fazendo traduções, preparações, revisões e coordenações para editoras como Antofágica, Belas Letras, Devir, Ubu e Tordesilhas, além de algumas obras independentes como o livro do Festival Relampeio, que está agora em campanha no Catarse.

Isa Prospero

Adivinhem? Eu também comecei a trabalhar na Todotipo Editorial, no início de 2010. Cursava Editoração na ECA-USP, mas aprendi boa parte do que era o trabalho prático de edição e revisão na empresa, fazendo tudo aquilo que a Babi já mencionou. Fiquei lá até 2017, mas a partir de 2013 também comecei a trabalhar como freelancer de revisão e preparação de texto para editoras literárias. Percebi que gostava muito do trabalho com texto e me interessei por tradução, então fiz uma especialização em Tradução do Inglês na Estácio de Sá em 2013-14, além de vários cursos livres. Hoje continuo como freelancer, tanto editando livros e materiais didáticos como fazendo revisão, preparação e tradução para editoras como Aleph, Planeta, Antofágica, Plataforma 21, Seguinte, entre outras. Você pode ver meus trabalhos publicados aqui

Isabela Norberto

Bom, será que eu preciso dizer que também comecei minha carreira na Todotipo? Cursei Letras pela FFLCH entre 2009-2013 e entrei na faculdade porque queria ser professora; não tinha a menor pretensão de me aproximar dos livros como algo mais que leitora. No final de 2011 estava ansiosa para fazer algum estágio além dos que fazia para a licenciatura, momento em que entrei para a saudosa Todotipo… Lá tive uma base sólida para edificar uma carreira da qual me orgulho bastante! Em 2014 saí da TT para trabalhar como assistente editorial com livros didáticos em língua espanhola na editora Moderna, depois fui para a Obá Editorial, onde pude atuar como editora assistente, além de fazer trabalhos de revisão em livros didáticos, paradidáticos e comerciais. No final de 2016 trabalhei também como editora assistente na Mythos, onde tive a oportunidade de editar mangás em língua espanhola! No ano de 2017 minha vida deu uma virada de cabeça pra baixo e passei a trabalhar com revisão de materiais publicitários, área na qual atuo desde então – mas com bastante saudade dos livros.

*

Por esses perfis já dá pra ter uma ideia da diversidade de trabalhos possíveis nesse mercado. Você também tem interesse em trabalhar com texto e com livros? Mande dúvidas e sugestões de temas, e fique atento aos próximos posts. 🙂

Uma resposta em “[Especial] 7 anos de Sem Serifa – Trajetórias profissionais

  1. Gente, essa Todotipo é uma escola pra ótimas profissionais do setor? Hahaha

    Adorei conhecer a trajetória de vocês! Vou adorar também saber mais sobre o mercado editorial aqui no blog. Parabéns e vida longa ao Sem Serifa!

    Beijo,
    Brenda

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s