[Resenha] Uma princesa de Marte

Esta resenha foi escrita com base no e-book em inglês do Project Gutenberg. Todas as traduções de trechos foram feitas por mim.

marteSinopse:

O capitão John Carter, combatente do exército confederado, tenta recomeçar sua vida após perder tudo o que possuía com o fim da Guerra Civil Americana. Ele só não poderia imaginar que seu caminho o levaria a terras desconhecidas em outro planeta. Apesar da aparência inóspita, Marte é repleto de vida, com uma flora peculiar e fauna diversificada, habitada por estranhas raças constantemente em guerra umas com as outras. Capturado pelos temíveis tharks, John Carter luta por sua liberdade e busca conquistar o amor de Dejah Thoris, princesa de Helium.

Fonte: Editora Aleph.

Aqui está mais um livro que li no ano passado para este curso online, que já recomendei e volto a recomendar. Esta obra é um clássico da ficção científica, com uma história simples e fácil de acompanhar, que prendeu minha atenção do início ao fim.

Edgar Rice Burroughs, conhecido por escrever ótimas cenas de batalhas violentas, traz bastante ação desde o começo desta história, quando o protagonista John Carter é perseguido por indígenas em uma cena digna de filme de faroeste (vale lembrar que a obra é de 1917). Logo em seguida, o personagem é misteriosamente transportado para Marte (sim, do nada), onde vive grandes aventuras. Parece maluquice, mas em partes é aí que mora a diversão.

Nesta ficção, o planeta é habitado por diferentes espécies, incluindo duas inteligentes: os marcianos vermelhos (iguais aos seres humanos), e os homens verdes ou tharks, guerreiros nômades e ovíparos de quatro braços. Carter rapidamente aprende muito sobre esses povos e se envolve em suas lutas e conflitos políticos, inclusive ajudando a resgatar a princesa Dejah Torris, uma marciana vermelha por quem se apaixona.

John Carter é um grande estereótipo do herói americano – é destemido e muito honesto, fazendo sempre a coisa certa. E com um bônus: na estranha atmosfera de Marte, seu corpo ganha superpoderes, tornando-o muito rápido, forte e leve, e lhe dando vantagem em lutas e fugas. Para completar o clichê, ele faz amizade com uma criatura marciana muito parecida com um cachorro, que vira seu fiel companheiro e defensor.

Apesar de plano, o herói é bem convincente, e sua personalidade previsível não deixa o livro bobo, pois é compensada pelos tharks, que são criaturas muito interessantes. Eles têm regras sociais e uma biologia originais e muito bem desenvolvidas, e o leitor tem vontade de aprender mais sobre eles. Seu mundo, apresentado através dos olhos de um típico norte-americano, é exótico e intrigante. A leitura da obra é muito gostosa graças a essa criativa realidade marciana criada por Burroughs e à sua construção narrativa: Uma princesa de Marte foi publicado originalmente em fascículos, e por isso todos os capítulos têm sua dose de ação e de desenvolvimento relevante da trama.

Como em muitas obras clássicas, o leitor deve estar preparado para uma trama que, se comparada às de seus sucessores, pode parecer pouco surpreendente e simples demais. Mas é possível se entreter bastante com a leitura e mergulhar nesse mundo fantástico, tendo em mente que esta é uma obra seminal, que inspirou muitos outros autores de ficção científica, e, claro, aproveitando bastante suas batalhas empolgantes.

*

Uma princesa de Marte
Autor: Edgar Rice Burroughs
Tradutor: Ricardo Giassetti
Editora: Aleph
Ano de publicação: 1917
Ano desta edição: 2010
272 páginas

Um trecho:

Eu não acho que eu seja feito do mesmo material de que são feitos os heróis porque, nas centenas de situações em que meus atos me colocaram perante a morte, não me lembro de uma única vez em que outras opções do que fazer tenham me ocorrido, senão muitas horas depois. É claro que a minha mente é constituída de tal forma que eu inconscientemente tomo o caminho do dever, sem antes pensar demais. De qualquer forma, eu nunca achei ruim que a covardia não seja uma opção para mim.

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s