[Resenha] Androides sonham com ovelhas elétricas?

androidesSinopse:

Rick Deckard é um caçador de recompensas. Na tentativa de trazer algum alento e sentido à sua existência em uma Terra devastada, Deckard busca melhorar seu padrão de vida até que finalmente consiga substituir sua ovelha elétrica por um animal verdadeiro – um sonho de consumo que vai além de sua condição financeira.
Um novo trabalho parece ser um ponto de virada para Rick: perseguir seis androides fugitivos e aposentá-los. Mas suas convicções podem mudar quando percebe que a linha que separa o real do fabricado não é mais tão nítida quanto ele acreditava.

Fonte: Editora Aleph

Continuar lendo

[Resenha] A filha perdida

untitled

Sinopse:

Aliviada depois de as filhas já crescidas se mudarem para o Canadá com o pai, Leda decide tirar férias no litoral sul da Itália. Logo nos primeiros dias na praia, ela volta toda a sua atenção para uma ruidosa família de napolitanos, em especial para Nina, a jovem mãe de uma menininha chamada Elena que sempre está acompanhada de sua boneca. Cercada pelos parentes autoritários e imersa nos cuidados com a filha, Nina parece perfeitamente à vontade no papel de mãe e faz Leda se lembrar de si mesma quando jovem e cheia de expectativas. A aproximação das duas, no entanto, desencadeia em Leda uma enxurrada de lembranças da própria vida – e de segredos que ela nunca conseguiu revelar a ninguém.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Resenha] Nós

nós capaSinopse:

D-503 é um engenheiro que vive pleno e feliz (exatamente como ordena o grandioso Estado Único), mas começa a duvidar das próprias convicções ao conhecer uma misteriosa mulher que comete a ousadia de burlar regras, e que o contamina com a doença chamada imaginação. Escrita em 1923, a renomada distopia Nós imaginou a vida sob um governo totalitário que eliminou por completo a noção de individualidade, em uma história que inspirou clássicos como 1984 e Admirável mundo novo.

Fonte: Editora Aleph

Continuar lendo

[Semana da Mulher] Octavia E. Butler

octavia-butler

Um dos maiores nomes da ficção científica de todos os tempos, Octavia E. Butler nasceu em 1947 na Califórnia, e foi criada por sua mãe viúva, uma empregada doméstica. Por ser extremamente tímida e, como ela mesma se definia, antissocial, passou a maior parte da infância lendo na biblioteca, onde desenvolveu sua paixão pelas revistas de ficção científica. Aos 10 anos, ganhou sua primeira máquina de escrever, e desde então nunca mais parou de criar histórias – mesmo tendo ouvido que negros não poderiam se tornar escritores.

Continuar lendo

[Resenha] Como quebrar a maldição de um dragão

Esta resenha trata do livro 4 da série Como treinar o seu dragão, mas não contém spoilers dos outros volumes.

como-quebrarSinopse:

Será que Soluço vai encontrar o antídoto para a picada da Vorpente Venenosa e ainda por cima derrotar o assustador Garra da Destruição? E ele vai conseguir vencer o perigoso machado de Norberto, o Demente, para mais uma vez ser o herói da história?

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Semana Aconteceu naquele verão] Leituras de verão

verão.png

Pouca gente sabe, mas o verão não serve apenas para se bronzear e tomar picadas de pernilongo. Essa época do ano tão idealizada é uma inspiração para grandes histórias, incluindo as do livro-tema desta semana no Sem Serifa. Para quem gostou do clima dos contos de Aconteceu naquele verão, listamos três outros livros fofíssimos que se passam no verão, cada um com um estilo diferente.

Continuar lendo

[Semana Aconteceu naquele verão] Autores

aconteceu-naquele-veraoEsta semana eu resenhei Aconteceu naquele verão, uma deliciosa coletânea de contos Young Adult. Cada uma das doze histórias desse livro tem um autor diferente, e eu não conhecia a escrita de nenhum deles (exceto por Stephanie Perkins, que já tinha publicado um conto na coletânea anterior). São ótimas descobertas para quem gosta de obras do gênero, e pesquisando sobre eles acabei colocando mais um ou dois títulos na minha infinita lista de livros para ler.

Continuar lendo

[Semana Aconteceu naquele verão] Conto favorito

aconteceu-naquele-verão-conto.png

A coletânea Young adult Aconteceu naquele verão, organizada por Stephanie Perkins, traz doze contos gostosos e muito bem escritos, entre os quais se destacou o de Lev Grossman.

“O mapa das coisas perfeitas” é narrado por Mark, um adolescente que, sem motivo aparente, se vê preso num loop temporal, no dia 4 de agosto. Exatamente como nos filmes Feitiço do tempo e No limite do amanhã.

“A corrente havia se soltado da roda cósmica. O grande iTunes dos céus estava travado no Repeat.”

Continuar lendo

[Semana Aconteceu naquele verão] Resenha

aconteceu-naquele-veraoSinopse:

Bem-vindos à estação mais ensolarada e apaixonante de todas! No verão, somos todos iguais, diz um dos personagens do conto “Mil maneiras de tudo isso dar errado”. No Brasil, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar do globo, uma coisa é certa: no verão, nossos corações ficam mais leves, mais corajosos, impetuosos e confiantes – talvez por isso esta seja a estação perfeita para se apaixonar… e Aconteceu naquele verão é o livro ideal para quem adora histórias de amor.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo