[Resenha] Senhor Risus

senhorrisus_capaSinopse:

Qual o segredo do Sr. Risus, o maior cômico que o mundo já conheceu? O que ele deseja? Quais são os seus planos? Descubra as respostas neste brilhante conto russo de ficção científica do autor Aleksandr Romanovich Belyaev, no qual os caminhos das emoções humanas são trilhados, levando a consequências imprevisíveis.

Fonte: Balão Editorial

O que faz as pessoas rirem ou chorarem? O despertar de emoções obedece a padrões? Pode ser estimulado seguindo um manual?

Chegar a esses questionamentos – e sair em busca das respostas – foi um momento de virada na vida do jovem Spalding, que terminara a universidade há alguns anos, mas ainda estava estagnado e pobre, e por isso se sentia perdido e insatisfeito (sim, é bem fácil se identificar com esse protagonista). Um dia, incomodado com a música horrível produzida por uma vizinha de pensão, conversa com a mulher e descobre que ela está tentando encontrar uma fórmula musical para fazer as pessoas chorarem. Quer se tornar “senhora das lágrimas”.

Refletindo sobre isso, Spalding tem uma epifania: e se encontrasse e comercializasse uma fórmula para fazer rir, e pudesse então se tornar o “senhor do riso”?

Ele começa então uma série de intensos estudos sobre a comédia. O desenrolar surpreendente de sua carreira é uma alegoria à indústria cultural e aos bastidores de suas produções e negociações. Neste conto do início do século XX, a trajetória do protagonista é narrada em terceira pessoa de forma fria e imparcial, um relato quase jornalístico, mas que traz nuances de ironia e comicidade que fazem refletir. Quase como um Victor Frankenstein da modernidade, Spalding testa os limites da ética e do capitalismo em suas experiências para manipular ao extremo o riso humano.

É um conto curto, genial e muito gostoso de ler – e acho que vale a pena mencionar que o e-book custa apenas R$1,90! Recomendo a todos que gostam do que há de mais reflexivo na ficção científica. E você ganha pontos extras comigo se, durante a leitura, se lembrar de um esquete do Monty Python. 😉

*

“Senhor Risus”
Autor: Aleksandr Romanovich Belyaev
Tradutor: Delfin
Editora: Balão Editorial
Publicação: Início do século XX
Ano desta edição: 2015
E-book

E-book cedido em parceria com a Balão Editorial.

Citações favoritas

Quando tivermos descoberto o segredo da alegria e da tristeza, faremos rir e chorar, e não só as pessoas mais simples e impressionáveis. Obrigaremos à dor mesmo ao se bailar conosco, e à alegria ao se verter rios de lágrimas.

*

Mas o que se seguia era novidade para ele, que se inteirou de que o “mercado do riso” estava organizado, na América, em larga escala. Inventar piadas era um negócio comparável à fabricação de chapéus ou de abotoaduras de camisas.

*

Os maiores comediantes com frequência acabam sendo presas da melancolia mais aguda.

Anúncios

5 respostas em “[Resenha] Senhor Risus

    • Alê, eu também não costumo ler contos, mas a verdade é que eles sempre me surpreendem. Acho que é necessário muito talento para um autor conseguir, em tão poucas páginas, cativar o leitor e desenvolver um personagem e uma história.
      Obrigada pelo comentário. 🙂

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s