[Resenha] Anacrônicas

capaanaSinopse:

Anacrônicas – Contos mágicos & trágicos é a reunião de contos de fantasia da autora Ana Cristina Rodrigues, conhecida pelo fandom de literatura fantástica como uma das maiores referências femininas do Brasil.

Publicada em mais de 40 antologias no Brasil e no exterior, Ana revisita seus sete anos de carreira e produção em 24 contos, onde é possível encontrar bruxas, fadas, cavaleiros e seres da floresta de todo o tipo.

Fonte: Aquário Editorial

Podemos falar sobre o título dessa coletânea por um momento? A autora chama Ana… e é um livro de contos… e alguns deles são… históricos… tá entendendo a profundidade inceptionesca de trocadilhos? Apenas aplaudo e invejo.

Bom, vamos à resenha: Anacrônicas é uma coletânea de 24 contos fantásticos de Ana Cristina Rodrigues, conhecida no meio brasileiro de fantasia/ficção científica também por ser tradutora. O livro reúne contos bem diversos: alguns mais parecidos com crônicas mesmo ou que se passam no mundo moderno, vários históricos ou que brincam com mitologias, alguns que criam universos próprios, e breves alegorias. Uns têm um estilo mais rebuscado ou denso, enquanto outros usam uma linguagem bastante coloquial; há um ou outro mais extensos, mas a maioria é curta (o que achei ótimo, porque geralmente demoro muito para ler contos, mas este livro foi uma leitura rápida).

Os históricos e mitológicos estão entre meus preferidos. Escritos com desenvoltura (a autora é historiadora), inserem o fantástico de um jeito que achei delicioso, como em “A morte do temerário” e “Maria e a fada” (ambos passados no século XV, envolvem Olivier de la Marche, figura importante de Flandres). Outro favorito foi “Carta a monsenhor abade de Cluny, sobre alguns acontecimentos da época da grande epidemia de peste que grassou pelas terras da Europa em anos passados” – cujo título é bem autoexplicativo –, que se aproxima do horror.

Entre outros favoritos, estão: “Queda e paz” (sobre o amor entre um anjo e uma “mulher-serpente”); um dos mais criativos, “O Ladrão-de-sonhos” (que é retomado em outro conto do mesmo universo); “Lenda do deserto” (que é exatamente o que parece, curto e bonito); e dois que têm um ar de contos de fada e achei bem singelos: “Mudanças” e “A menina do Val de Grifos”.

Sobre a edição, gostei muito da capa e das ilustrações do miolo. Minha única crítica grande é a falta de revisão – há dezenas de errinhos que incomodaram meu olhar de revisora, para não falar dos travessões, que foram deixados como hífens. De todo modo, pela diversidade de temas e estilos, certamente cada leitor vai ter seus contos preferidos, e acredito que todos devem encontrar alguns (ou muitos) de que gostem bastante.

*

Anacrônicas
Autora: Ana Cristina Rodrigues
Editora: Aquário Editorial
Ano de publicação: 2014
204 páginas
Comprar agora na Amazon

 

Citações preferidas

Quando finalmente acho que estou feliz, vem o Destino – jogador viciado, viciante e um bocado trapaceiro – com aquela maldita proposta.

– O dobro ou nada.

*

Recusava-se a participar da morte do mundo. Não cortava árvores e não matava animais. Vivia de frutas e sementes, e toda vez que comia algo replantava alguma coisa em seu lugar. Sentia a vida que corria pela terra como sendo sua, e falava sobre isso a quem quisesse ouvir.

*

Viajando pelo estranho mundo ao redor, Clio vira que cidades são seres orgânicos, vivem, crescem, respiram, adoecem. Algumas morrem, outras se reproduzem. A mudança rege suas vidas, para o Bem e para o Mal.

 

Anúncios

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s