[Resenha] Bernice corta o cabelo

bernice-corta.pngSinopse:

Tudo que podemos fazer pelas pessoas é alimentá-las, diverti-las ou chocá-las. Essa frase, atribuída a Oscar Wilde, dá a tônica desta história de F. Scott Fitzgerald, de 1920, mas ainda atual, pertinente e necessária. Pela trama de Bernice e sua prima Marjorie em uma disputa por popularidade, pertencimento social, status e atenção de garotos, o leitor acompanha as peculiaridades e sutilezas do universo adolescente em seu máximo estado de tensão, com suas descobertas e frustrações.

Fonte: Lote 42

Nunca tinha lido nada do Fitzgerald e esse livro rondou a minha vida desde sua publicação brasileira, em 2016. Explico: o evento de lançamento foi feito em parceria com o Jazz na Rua, evento de Lindy Hop cuja equipe atualmente integro.

Depois de, por acaso, ir jantar com amigos e ter a honra de ver os originais das ilustrações, e também por acaso ir no dia seguinte à casa de uma amiga que tem o livro, não pude mais adiar a leitura.

O livro é beeeem curtinho e lê-se em uma sentada; sentada esta que no meu caso aconteceu em um ônibus. Seu formato é bem esguio (10,5 x 29,7cm), o que contribui mais com a apreciação das ilustras do que com a leitura. Achei que as linhas ficaram curtas demais e a leitura, um pouco cansativa – mas o ritmo da história me manteve envolvida.

Bernice é a prima do interior da popular Marjorie, que não entende por que não consegue atenção nos bailes. Ao entreouvir uma conversa de sua anfitriã com a mãe, descobre que é considerada… chata. Conseguimos acompanhar a atmosfera caseira e a dos bailes e da casa de Marjorie, que vai se adensando com a disputa que cresce entre as duas depois que Bernice tem sucesso demais ao seguir os conselhos que a prima lhe dá.

Como bem pontuado no posfácio por Juliana Cunha, Marjorie se apega ao papel de mulher moderna que se diverte, mas está constantemente tensa para manter essa imagem – especialmente para os homens. Bernice a princípio sabe que, como uma moça bem nascida, teria um bom marido. Nessa sua viagem, ela está mais interessada em estabelecer vínculos com a prima.

E o cabelo? Eu esperava que ela cortasse logo no começo da história, como um desafio a alguém ou um acidente tolo. Mas era apenas uma bravata de Bernice para chamar atenção de seus pares, papel que ela é cada vez mais pressionada a cumprir. E me surpreendeu que ela se manteve comprometida com o corte, mesmo aterrorizada. E a edição da Lote nos surpreende ao nos confrontar com uma mecha de Bernice.

Bernice corta o cabelo-mecha

Como tenho uma vivência particularmente alegre do jazz, foi bem legal contrastar minhas percepções e experiências com as das personagens. Elas dançam o foxtrote comportado dos salões e eu, Lindy Hop, que é afroamericano e apelidado de crazy dance. Os joguetes por atenção que Marjorie e Bernice arquitetam não ecoam em minha experiência de mulher deste século, e creio que é justamente esse distanciamento que permite que eu os veja com olhos bem-humorados.

*

Bernice corta o cabelo
Autor: F. Scott Fitzgerald
Tradutora: Juliana Cunha
Ilustradora: Mika Takahashi
Editora: Lote 42
Ano de publicação: 2016
96 páginas
Citação favorita:

Por mais bonita e brilhante que uma moça seja, a fama de não ser constantemente arrancada dos braços de consecutivos parceiros de dança dificulta sua posição no baile. Pode até ser que os rapazes prefiram a sua companhia à das libélulas com quem dançam dez vezes numa noite, mas a juventude nessa geração movida a jazz é inquieta por temperamento e a ideia de dançar mais de um foxtrote com a mesma moça é odiosa. Quando isso acontece, ainda mais contando os intervalos, a moça pode ter certeza de que o rapaz, uma vez dispensado, jamais pisará em seus dedinhos novamente.

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s