[Resenha] O auto da maga Josefa

josefaSinopse:

Toda lenda tem raízes na realidade e Toninho sabe disso melhor do que ninguém – a seca é apenas uma das muitas maldições que assolam o Agreste. Fantasmas, vampiros e gigantes não assustam esse jovem caçador de demônios, mas ele se surpreende ao conhecer a misteriosa Josefa, que também percorre as estradas áridas do Nordeste atrás de criaturas malignas. As intenções da maga em lutar contra os seres de outro mundo talvez sejam obscuras, mas a jornada ao seu lado certamente será uma aventura inesquecível…

Fonte: Amazon

Demônios, múmias, lobisomens e chupa-cabras. São muitas as criaturas sobrenaturais que assombram o povo nordestino. E o trabalho de Toninho, um caçador de demônios, é viajar no lombo de sua mula, Véia, levando sua peixeira mágica e caçando cada um desses monstros, onde quer que eles estejam causando problemas. Sua nova companheira nesse trabalho é uma figura peculiar: Josefa é uma maga, filha do Diabo em pessoa e por isso condenada a ir para o inferno, o que não a impede de tentar expurgar o mal da Terra.

O auto da Maga Josefa é narrado em primeira pessoa, pelo protagonista Toninho, e é cheio de elementos nordestinos, tanto na história como na linguagem deliciosa. Em capítulos episódicos e muito divertidos, Toninho e Josefa precisam investigar acontecimentos estranhos e livrar cidades nordestinas de diversos monstros, maldições e demônios – geralmente de formas um tanto inusitadas. A dinâmica entre os personagens gera diálogos bem engraçados que, unidos ao ar inocente da história como um todo, tornam a leitura leve e divertida.

Além de criaturas fantásticas e folclóricas, o livro também traz figuras religiosas, como Deus e o Diabo, e os personagens sabem da existência do céu e do inferno. Gosto da forma como o sincretismo religioso brasileiro aparece na história, que menciona elementos de catolicismo, espiritismo e religiões afro-brasileiras, misturando-os em uma só realidade fantástica sem conflitos religiosos – há inclusive um diálogo que critica os preconceitos que existem por aí.

 

– Não to gostando nada disso – a jovem disse. – Tem gente que diz que preto velho é outra forma do diabo.
Toninho meneou a cabeça.
– O ser humano quer ter direito às suas crenças e ao mesmo tempo desmerece a crença alheia – o caçador disse, num tom reprovador.

 

É difícil não fazer essa comparação, então vou dizer: recomendo esse livro fortemente para quem gosta de O auto da compadecida (filme que já assisti incontáveis vezes com a família). Aliás, é uma pena que a obra só tenha edição digital, pois esse é um daqueles livros que dá vontade de presentear todo mundo, inclusive quem não lê e-books. Mas o e-book é bem barato, portanto não há motivo para não conferir (lembrando que esse livro esteve na nossa lista de melhores leituras de 2018).

*

O auto da Maga Josefa
Autora: Paola Siviero
Editora: Dame Blanche
Ano de publicação: 2018
250 páginas – E-book

 

Citações favoritas

Sacou a peixeira, pois não tinha certeza de que tipo de criatura se tratava. Sua lâmina tinha poderes diversos: era de prata, para dar conta de lobisomens; benzida, para enviar demônios de volta ao inferno; amaldiçoada, caso enfrentasse anjos caídos; banhada de veneno de cobra, se tivesse que acabar com chupa-cabras ou mulas-sem-cabeça, e bem afiada, para dar cabo de cabras safados.

*

A realidade é que o homem ingenuamente acredita que o pensamento não fere, quando a bem da verdade são suas crenças que esculpem seu caráter.

*

As religiões são mapas diferentes para se chegar ao mesmo lugar, mas cada um pode tomar o caminho que quiser para alcançar o céu. A verdade é que não é nem mesmo necessário seguir uma religião ou acreditar em qualquer coisa divina; todo aquele que pratica a bondade há de chegar lá.

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s