[Resenha] Herdeiro do Império

herdeiro-do-imperioSinopse:

Luke, Han e Leia enfrentam uma nova ameaça. Cinco anos após a destruição da Estrela da Morte, a ainda frágil República luta para restabelecer o controle político e curar as feridas deixadas pela guerra que assolou a galáxia. O Império, porém, parece não ter morrido com Darth Vader e o imperador. Habitando os confins da galáxia, o grão-almirante Thrawn, gênio militar por trás de diversas ações imperiais, ainda luta para reconquistar o poder perdido. A bordo do destroier estelar Quimera, ele descobre segredos que lhe darão a chance de destruir definitivamente o que restou da Aliança Rebelde, para assim retomar o domínio da galáxia e controlar os últimos dos Jedi. Herdeiro do Império é considerado um dos mais importantes marcos do Universo Expandido de Star Wars.

Fonte: Aleph

Há muito tempo, numa galáxia muito, muito distante, alguém teve a ideia de dar continuação a Star Wars. A trilogia original já tinha terminado e a nova ainda não existia quando Timothy Zahn lançou Herdeiro do Império, o primeiro volume da Trilogia Thrawn. A obra faz algumas referências a cenas bem específicas dos filmes, mas dá pra ler sem lembrar muito bem desses detalhes – um conhecimento básico de Star Wars (ou seja, ter visto a trilogia original alguma vez na vida) deve ser suficiente para acompanhar a trama.

A história se passa cinco anos após os acontecimentos do episódio VI, quando a Nova República ainda está se estabelecendo. O grão-almirante Thrawn, que servia ao derrotado Império, junta frotas dissidentes para tentar derrubar o novo governo. Para isso, ele busca a ajuda de um Sith, Joruus C’Baoth. Em troca dessa ajuda, lhe oferece nada menos do que quatro Jedis: Luke Skywalker, Leia (que está em treinamento com o irmão) e os bebês gêmeos que ela está gestando.

As primeiras cenas de ação do livro mostram algumas tentativas dos homens de Thrawn de sequestrar Luke e Leia. Elas são muito bem escritas e têm um ar bem cinematográfico – é possível imaginar a trilha sonora do filme ao longo da leitura, e se surpreender com as soluções inteligentes e divertidas que os heróis usam para fugir. Essas tentativas acontecem durante missões de Luke, Leia, Han e Chewie, que então começam a imaginar quem possa ser o inimigo – eles vão juntando pistas bem lentamente.

Mas isso não significa que a trama em si seja lenta. As cenas de ação são bem distribuídas e os diálogos são deliciosos – um dos maiores e mais repetidos elogios sobre Zahn é que ele consegue replicar a sensação de assistir Star Wars, e capta perfeitamente o espírito dos personagens. Fiquei especialmente impressionada que ele tenha conseguido ser fiel a Leia, que, na minha opinião, é uma excelente e complexa personagem feminina, uma mulher forte sem aquele estereótipo de durona. Em Herdeiro do Império, ela está preocupada com a sua segurança (e de seus bebês), mas mantém em mente suas missões diplomáticas para a Nova República e, quando necessário, luta em equipe com seus amigos para sair de situações difíceis.

Bem menos complexos, os droides C-3PO e R2-D2 também são muito bem retratados – basta dizer que o envolvimento dos dois na trama é muito condizente com os filmes, e que eu adorei as cenas cômicas envolvendo 3PO.

Entre os personagens criados pelo autor, destaca-se Mara Jade, uma misteriosa contrabandista que está louca para matar Luke (por motivos igualmente misteriosos, mas que ela revela gratuitamente em um momento aleatório da trama). Neste livro ainda não é possível saber o quão complexa será a personagem (espero que ela se desenvolva mais nos próximos!), mas sua presença já é um fator interessante. Nas disputas entre o Império e a Nova República, Mara Jade é um time à parte, jogando de acordo com os próprios interesses e acabando com o binarismo da história. Suas atitudes mudam o rumo da aventura, e trazem novos problemas a vários personagens.

A aventura, narrada em terceira pessoa com variados pontos de vista, acontece em diferentes cenários – a Millenium Falcon, o X-wing de Luke, Coruscant, alguns planetas desconhecidos e até a terra-natal de Chewbacca. A descrição deles é bem feita mas não muito minuciosa, o que ajuda a sustentar o ritmo do livro, ao mesmo tempo que mantém as coisas interessantes.

As únicas cenas de que não gostei muito foram as que acontecem na nave dos inimigos. A maioria delas é narrada do ponto de vista do capitão Pellaeon, um personagem irritantemente bobo e sem presença de espírito, que está sempre com medo de seu grão-almirante. Mas, em defesa do capitão, Thrawné um pouco assustador, por ser bem rígido e até mau com a tripulação. Sua impressionante inteligência militar também lhe permite vencer certas batalhas e avançar bastante com os planos, mas confesso que em alguns momentos suas deduções “lógicas” sobre os passos de Luke, Leia e Han me pareceram bem forçadas, um grande metagaming.

Apesar de ser um livro grande, a leitura de Herdeiro do Império é bem rápida. Com uma história criativa e bem desenvolvida, o livro deixa grandes expectativas para o próximo volume da trilogia.

*

Herdeiro do Império
Autor: Timothy Zahn
Editora: Aleph
Tradutor: Fábio Fernandes
Ano de publicação: 1991
Ano desta edição: 2014
472 páginas

 

Citações favoritas

Lamentar a perda de um amigo e professor era adequado e honorável, mas chafurdar desnecessariamente na perda era dar ao passado poder demais sobre o presente.

*

Ele havia conhecido muitos homens, no seu tempo de contrabando, que não teriam gostado de uma esposa que às vezes pudesse pensar mais rápido que eles.

Falando por si mesmo, Han havia decidido muito tempo atrás que não queria nada diferente.

*

– Qualquer um pode se enganar, alferes. Mas esse engano não se torna um erro até você se recusar a corrigi-lo.

2 respostas em “[Resenha] Herdeiro do Império

  1. Pingback: [Vídeo] Tag: Livros opostos | Sem Serifa

  2. Pingback: [Com Opinião] 5 ideias comuns sobre fanfiction e a verdade sobre elas | Sem Serifa

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s