[Resenha] Pó de lua nas noites em claro

podeluaSinopse:

Quando a noite fica mais escura e as ruas se calam, a maior parte das pessoas dorme e sonha. Algumas, porém, preferem o silêncio para sonhar acordadas. Clarice Freire, autora do best-seller Pó de lua, faz parte desse grupo. É nessa hora que costuma criar suas poesias e seus desenhos. Em seu segundo livro, Pó de lua nas noites em claro, ela vira a madrugada ao avesso em palavras e imagens, dedicando uma hora a cada capítulo, da meia-noite ao amanhecer.

Fonte: Livraria Cultura

 

Quando vi que Clarice Freire ia lançar outro livro, já o coloquei na lista de leituras. Fiquei encantada pela primeira publicação da autora, cuja resenha vocês podem ler aqui. Lá também explico um pouco o estilo dela, uma mistura de arte gráfica e poesia que continua sendo a marca principal deste volume.

A diferença é que este livro é mais coeso: dividido em seis partes, nomeadas da meia-noite até as 5 da manhã, a autora faz como que um apanhado de sentimentos e sensações que experimenta durante a madrugada. O livro também se apoia menos nas brincadeiras de linguagem em páginas isoladas que definiam o anterior e apresenta poemas mais longos, com clara conexão entre si, que podem se estender por várias páginas e às vezes dispensam o tratamento gráfico, focando-se nas palavras. Alguns são inclusive histórias maiores, em poesia em prosa.

20160828_092734

Não que não haja uma série de novas ilustrações lindas, assim como as sacadas inspiradas que nos fazem ver as palavras como se fossem novas. Há também pequenos “Diálogos insones” no final de cada parte.

A autora não perde a habilidade de me deixar boquiaberta com algumas poucas palavras bem colocadas ou me tocar com uma frase. Novamente, é difícil resenhar algo tão pessoal quanto esse livro, mas o trabalho dela continua me encantando e provavelmente irei reler os dois volumes inúmeras vezes.

Entre as muitas páginas falando de amor, insegurança, desejos e outros assuntos diversos, é impossível escolher os favoritos, mas aqui vão alguns para terminar:

*

Pó de lua nas noites em claro
Autora: Clarice Freire
Editora: Intrínseca
Ano de publicação: 2016
208 páginas

Exemplar cedido em parceria com a Intrínseca.

Anúncios

5 respostas em “[Resenha] Pó de lua nas noites em claro

  1. Olá! Tinha Pó de Lua há muito tempo, enrolei para ler. Vi que seria lançado o segundo e corri para ler o anterior, fiquei encantada com a poesia simples e sonhadora de Clarice. Não pude ir a Bienal e encomendei o meu pela internet, que deve chegar semana que vem. Pela sua resenha Clarice parece estar mais poética, fiquei ainda mais ansiosa para ler. Abraço!

  2. Pingback: [Especial] Livros favoritos de 2016 | Sem Serifa

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s