[Resenha] Guerra do velho

guerradovelhoSinopse:

A humanidade finalmente chegou à era das viagens interestelares. A má notícia é que há poucos planetas habitáveis disponíveis – e muitos alienígenas lutando por eles. Para proteger a Terra e também conquistar novos territórios, os humanos precisarão de tecnologias inovadores, capazes de criar supersoldados com habilidades jamais vistas, e um exército disposto a arriscar tudo.

Fonte: Aleph

 

“No meu aniversário de 75 anos fiz duas coisas: visitei o túmulo da minha esposa, depois entrei para o exército.”

Aos 75 anos, John Perry alcançou a idade mínima para se alistar nas Forças Coloniais de Defesa, e foi isso o que fez. Viúvo e com o único filho já adulto, Perry aceita o contrato desse exército, que diz que, a partir do momento em que for levado para o treinamento, será considerado morto na Terra. Sua vida agora pertence às FCD, e ele será levado para o espaço, onde, depois de velho, receberá seu primeiro treinamento militar e descobrirá os segredos da exploração espacial.

As pessoas na Terra vivem em segurança e não têm nenhuma informação sobre como é o espaço, os alienígenas e por que estamos em guerra. Tudo o que se sabe é que, após grandes guerras mundiais que massacraram alguns países, incluindo a Índia, a população desses países recebeu autorização para povoar as primeiras colônias fora do planeta. A proteção dessas colônias, bem como a preparação de novos mundos para colonização, são os principais objetivos das FCD.

Outra coisa que não se sabe é por que os alistados precisam ter acima de 75 anos. Os novos colegas de John Perry, em sua maioria homens e mulheres sem qualquer experiência militar prévia, especulam muito sobre como as FCD os transformarão em soldados. E a resposta para isso é uma surpresa muito louca, que só se revela ao final da primeira parte do livro, mas já dá ao leitor uma boa ideia do que esperar dos aspectos científicos no resto do livro.

Guerra do velho é uma excelente ficção científica espacial. Scalzi dedica a obra a Robert A. Heinlein, cujo Tropas estelares o inspirou, mas, à exceção dos alienígenas com carapaças e da cultura militarista, há poucas semelhanças entre as duas obras. Mais focado em batalhas e em ação, o livro de Scalzi até traz questionamentos bem interessantes sobre a sociedade atual e a guerra especificamente, mas não os aprofunda muito. Seu foco é em apresentar raças alienígenas inusitadas (eu adorei MUITO isso, se você gosta de alienígenas, leia este livro, por favor) e batalhas militares e políticas bem construídas. E essas batalhas muitas vezes dependem de alguns conceitos científicos bem viajados, que os personagens explicam de forma didática, mas natural, e sem perder o ritmo do livro, que é uma delícia de ler.

Outro ponto alto da obra é o humor. Seu narrador em primeira pessoa, John Perry, tem um jeito bem descontraído de encarar as situações em que as FCD o enfiam, e seus colegas também são bastante engraçados. Um ponto para Scalzi por conseguir escrever personagens idosos que realmente se parecem idosos – eles não têm nenhuma vergonha de expor seus pensamentos mais esdrúxulos, e falam várias coisas constrangedoras, tal qual a sua vó na ceia de Natal. Ao mesmo tempo, são maduros o suficiente para não fazer o leitor passar por dramas românticos comuns em YAs, por exemplo. A minha favorita entre todas as personagens é Jane, que só é apresentada ao leitor na terceira e última parte do livro, mas cuja história logo cativa. Fiquei interessadíssima em ler The Sagan Diary uma novela sobre essa personagem, que o autor publicou em e-book.

Guerra do velho é um dos meus livros favoritos de ficção científica. Apesar de ser uma história bem fechada e que pode ser lida como um stand alone, foi impossível não ficar ansiosa para ler os próximos volumes desta série e conferir mais trabalhos do autor.

*

Guerra do velho
Autor: John Scalzi
Tradutor: Petê Rissatti
Editora: Aleph
Ano desta edição: 2016
368 páginas

Anúncios

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s