[Resenha] Destrua este diário em qualquer lugar + O mundo imaginário de…

kerrismith

Os livros colaborativos de Keri Smith fazem bastante sucesso nas redes sociais – é dela o famoso Destrua este diário, que gera muitas artes criativas por aí. No mês passado, a Intrínseca nos mandou de presente dois lançamentos da mesma autora (junto com um kit de lápis de colorir, porque eles são fofos), e aqui estão as nossas impressões sobre esses livros.

Destrua este diário em qualquer lugar
(resenha por Bárbara)

Esta é uma versão pocket do título mais popular de Keri Smith. Reunindo algumas das propostas do anterior, somadas a outras novas, a proposta é que você o leve consigo para o mundo lá fora, e o destrua no trabalho, na escola, num passeio, no transporte público…

Segui exatamente essa proposta, e levei o livro comigo a alguns lugares diferentes. Aqui estão exemplos de artes que resultaram disso:

Fui lá fora que nem uma pessoa saudável

Fui lá fora que nem uma pessoa saudável

Palavras anotadas num encontro de leitores

Palavras anotadas num encontro de leitores

Algumas páginas são reservadas a métodos personalizados de destruição. Eu escolhi fazer um marca-páginas!

Algumas páginas são reservadas a métodos personalizados de destruição. Eu escolhi fazer um marca-páginas!

DSCN5340

Arte feita pela Isa… adivinhem onde!

No geral, o livro é fofinho e me estimulou a ter algumas ideias artísticas e também a sair sozinha para passeios tranquilos, como eu já tinha com vontade de fazer. Mas a verdade é que esses livros colaborativos não são muito a minha praia – muitas páginas sugerem ações como esfregar o livro na parede ou pegar coisas do chão para colocar dentro dele, e eu não vejo muito sentido e fico com nojo, respectivamente. Mesmo assim, sei que tem gente que faz artes incríveis nesses livros, e acredito que é uma opção divertida para quem já curte esse tipo de obra.

*

Destrua este diário em qualquer lugar
Autora: Keri Smith
Tradutor: Rogério Durst
Editora: Intrínseca
Ano de publicação: 2015
144 páginas

O mundo imaginário de…
(resenha por Isa)

Diferentemente do Diário, O mundo tem uma pegada mais parecida com a do Termine este livro. O objetivo é fazer alguma coisa – mas, enquanto em Termine este livro achei a missão elaborada demais e difícil de fazer de fato, este tem uma premissa bem legal. Basicamente é uma grande atividade de construção de mundo. Com citações inspiradoras e instruções, a autora sugere que você crie cenários, uma persona, personagens etc. Mas, primeiro, deve anotar todas as coisas de que gosta, não importa quão aleatórias e diferentes, para usar como um “banco de dados” para criar o seu mundo. Achei bem legal: adoro imaginar universos novos. Mas estava com uma leve preguiça de começar…

A magia começou a acontecer quando coloquei o livro nas mãos da Gi Pausa Dramática, que resolveu criar o meu mundo imaginário.

Entre minhas coisas preferidas: dragões, café, sexualidades alternativas.

Entre minhas coisas preferidas: dragões, café, sexualidades alternativas.

Com esses ingredientes, a Gi começou um longo poema épico envolvendo eu e a Bárbara (vulgo “Penny”), que por acaso temos inimizade profunda, assim como Astolfo, um dragão que era minha moradia. Tudo muito zoeiro e extremamente divertido. Ainda não acabamos o livro – são várias páginas que pedem que você explore diferentes partes do mundo, e em versos fica mais complicado – mas achei a proposta mais legal que a dos outros livros da autora. Pra quem quer criar um mundo para algum projeto pessoal (em vez de ir pro lado da zoeira com azamiga), pode ser bem interessante e ajudar a pôr as ideias em ordem. Mas mesmo quem não tem essa pretensão também pode se divertir bastante: é um exercício que faz você pensar no que ama e soltar a criatividade.

Astolfo é a paisagem.

Astolfo é a paisagem.

Alguns versos da Gi e o zepelim que controla o clima de Astolfópolis.

Alguns versos da Gi e o zepelim que controla o clima de Astolfópolis.

Quer ouvir um trecho dessa incrível saga? Pois ouça a Gi fazendo uma leitura dramática de alguns de seus versos!

*

O mundo imaginário de…
Autora: Kerri Smith
Tradutora: Lourdes Sette
Editora: Intrínseca
Ano de publicação: 2015
192 páginas

Livros cedidos em parceria com a Intrínseca.

SELO_BLOGSPARCEIROS_2015 (2)

Anúncios

4 respostas em “[Resenha] Destrua este diário em qualquer lugar + O mundo imaginário de…

  1. Eu sempre quis um livro desse, mas nunca nem pensei e desembolsar meu suado dinheirinho para gastar com alguma coisa que tenho que destruir hahaha Mas acho muito legal a proposta desses livros: o de desenvolver a criatividade! Espero ansiosamente ganhar um desses de presente, mas acho que vou acabar esperando sentada :/

    Beijão meninas!

    ps: adorei a história que a Gi criou hahaa

    http://www.ummetroemeiodelivros.com

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s