[Resenha] Mindhunter

Sinopse:

Em detalhes assustadores, Mindhunter mostra os bastidores de alguns dos casos mais terríveis, fascinantes e desafiadores do FBI.

Durante as mais de duas décadas em que atuou no FBI, o agente especial John Douglas tornou-se uma figura lendária. Em uma época em que a expressão serial killer, assassino em série, nem existia, Douglas foi um oficial exemplar na aplicação da lei e na perseguição aos mais conhecidos e sádicos homicidas de nosso tempo. Ele confrontou, entrevistou e estudou dezenas de serial killers e assassinos, incluindo Charles Manson, Ted Bundy e Ed Gein. Com uma habilidade fantástica de se colocar no lugar tanto da vítima quanto no do criminoso, Douglas analisa cada cena de crime, revivendo as ações de um e de outro, definindo seus perfis, descrevendo seus hábitos e, sobretudo, prevendo seus próximos passos.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Resenha] Ordem Vermelha

ordemvermelhaSinopse:

A última região habitada do mundo, Untherak, é povoada por humanos, anões e gigantes, sinfos, kaorshs e gnolls. Nela, a deusa Una reina soberana, lembrando a todos a missão maior de suas vidas: servir a Ela sem questionamentos. No entanto, um pequeno grupo de rebeldes, liderado por uma figura misteriosa, está disposto a tudo para tirá-la do trono.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Resenha] Leonardo da Vinci

untitledSinopse:

Com base em milhares de páginas dos impressionantes cadernos que Leonardo manteve ao longo de boa parte da vida e nas mais recentes descobertas sobre sua obra e sua trajetória, Walter Isaacson, biógrafo de Einstein e Steve Jobs, tece uma narrativa que conecta arte e ciência, revelando faces inéditas da história de Leonardo. Desfazendo-se da aura de super-humano muitas vezes atribuída ao artista, Isaacson mostra que a genialidade de Leonardo estava fundamentada em características bastante palpáveis, como a curiosidade, uma enorme capacidade de observação e uma imaginação tão fértil que flertava com a fantasia.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Semana Tartarugas até lá embaixo] Os livros de John Green

john-green

John Green é um dos mais famosos autores de ficção YA. Seu best-seller A culpa é das estrelas passou um ano na lista de mais vendidos no Brasil, e vendeu milhões de exemplares no mundo todo, sendo adaptado para o cinema em 2014. A obra de Green é conhecida por retratar personagens adolescentes palpáveis e realistas, com dramas pessoais bem peculiares. O autor jamais infantiliza seu público, e sabe tratar de assuntos como morte, suicídio, sexualidade e transtornos mentais, geralmente te fazendo derrubar algumas lágrimas em algum momento.

Além de escrever, Green também é famoso pelo canal Vlogbrothers, projeto que ele comanda ao lado de seu irmão Hank há mais de dez anos. Eles falam de assuntos variados, desde My Little Pony até política internacional, além de engajar jovens em projetos legais que arrecadam dinheiro para caridade. A comunidade de fãs do canal (e dos irmãos Green), chamada de Nerdfighters, reúne grupos internacionais para falar de nerdices e também para se engajar em causas legais.

Listei aqui alguns livros do autor que eu li e amei, e provavelmente vou ler os que faltam enquanto espero o primeiro livro de seu irmão, Hank Green (que também é um amorzinho).

Continuar lendo

[Semana Tartarugas até lá embaixo] Os personagens de John Green

Este texto contém SPOILERS de Tartarugas até lá embaixo.

johngreen-personagens

Descobri os livros de John Green em 2013, e gostei logo de cara. Aos 23 anos, eram raras as vezes que eu tinha lido literatura voltada para adolescentes que fosse inteligente, literária e dialogasse tão bem com o público alvo. Aquela era a minha introdução à literatura Young Adult contemporânea.

Continuar lendo

[Resenha] Tartarugas até lá embaixo

tartarugasSinopse:

Aza Holmes, uma menina de 16 anos, sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Neste livro arrebatador e sensível sobre amor, resiliência e o poder de uma amizade duradoura, John Green conta a tocante história de Aza, lembrando que a vida sempre continua e que muitas surpresas nos aguardam pelo caminho.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Resenha] Fantasma

fantasmaSinopse:

Correr é algo que Fantasma sempre fez, mas nunca levou muito a sério. Seu lance mesmo era o basquete. Até que, um dia, ele disputa uma corrida contra um dos melhores atletas que está treinando na pista do parque. E vence. O treinador fica impressionado e quer que aquele menino entre para sua equipe de qualquer jeito. Fantasma tem talento de sobra, mas também muita raiva e um passado que tenta desesperadamente deixar para trás. Um passado que exerce sobre ele uma força destrutiva que pode impedi-lo de dominar seu dom e achar seu verdadeiro lugar no mundo.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Resenha] Até que a culpa nos separe

culpaSinopse:

A história toda começa com um churrasco. Um churrasco no jardim de uma bela casa numa tarde ensolarada. Meses depois, cada convidado guarda uma lembrança diferente daquele dia. Todos têm seus motivos. E ninguém quer levar a culpa. Enquanto tentam juntar as peças do que aconteceu, importantes verdades e segredos difíceis vêm à tona.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Resenha] Um amor incômodo

Esta resenha foi escrita pelo nosso amigo e brother Lucas Alves, Assessor de Imprensa e produtor de conteúdo para o mercado editorial.

amorincomodoSinopse:

Aos quarenta e cinco anos, Delia retorna a sua cidade natal, Nápoles, na Itália, para enterrar a mãe, Amalia, encontrada morta numa praia em circunstâncias suspeitas: a humilde costureira, que se acostumou a esconder a beleza com peças simples e sem graça, usava nada além de um sutiã caro no momento da morte.
Revelações perturbadoras a respeito dos últimos dias de Amalia impelem Delia a descobrir a verdade por trás do trágico acontecimento. Avançando pelas ruas caóticas e sufocantes de sua infância, a filha vai confrontar os três homens que figuraram de forma proeminente no passado de sua mãe: o irmão irascível de Amalia, conhecido por lançar insultos indistintamente a conhecidos e estranhos; o ex-marido, pai de Delia, um pintor medíocre que não se importava em desrespeitar a esposa em público; e Caserta, uma figura sombria e lasciva, cujo casamento nunca o impediu de cortejar outras mulheres.
Na mistura desorientadora de fantasia e realidade suscitada pelas emoções que vêm à tona dessa investigação, Delia se vê obrigada a reviver um passado cuja crueza ganha contornos vívidos na prosa elegante de Elena Ferrante.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Resenha] Mitologia nórdica

mitologiaSinopse:

Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo