[Resenha] Despertar

despertarSinopse:

Há vida inteligente lá fora e é ela que salva a humanidade de si mesma. Quando Lilith Iyapo desperta após 250 anos de animação suspensa, descobre que o planeta Terra e os humanos sobreviventes de uma guerra catastrófica estão sob a guarda dos Oankali, alienígenas com habilidades e tecnologias impressionantes, além de uma aparência repulsiva.
Lilith foi escolhida para Despertar e preparar outros humanos para retornarem à Terra, que está novamente habitável – mas em condições bem diferentes do que conheciam. Assim, o grupo precisará desenvolver habilidades de sobrevivência, enquanto Lilith terá que superar as próprias suspeitas para liderá-los nessa nova etapa. E decidir se vale a pena desafiar os limites que nos definem como humanos.

Fonte: Morro Branco

O mundo acabou. Lilith tem apenas uma vaga noção disso quando desperta em um cativeiro completamente fechado. Ela presenciou os dias finais da guerra nuclear que destruiu a Terra, e agora sabe apenas que está presa em um cômodo tendo que responder a perguntas de carcereiros que nunca vê.

Os próximos dois parágrafos e a legenda da imagem contêm SPOILERS do início da trama. Se não quiser ler os spoilers, continue lendo depois da imagem abaixo.

[SPOILERS] Com o tempo, eles lhe revelam que são alienígenas que resgataram os últimos humanos sobreviventes e os colocaram em animação suspensa em sua nave durante 250 anos enquanto restauravam a Terra. Mas essa salvação tem um preço: os Oankali são uma espécie que precisa de constante permuta genética para evoluir, e seu próximo passo nesse percurso, para gerar uma nova e aprimorada espécie, é misturar seus genes com os da raça humana.

Lilith é informada que a Terra será devolvida aos humanos, mas para isso terão que compactuar com o fim da própria espécie, formando famílias com os Oankali e gerando seus filhos geneticamente construídos para ter o melhor das duas espécies. A reprodução envolve não apenas machos e fêmeas Oankali e humanos, mas seres alienígenas de um gênero neutro chamado ooloi, capazes de manipular o corpo humano a nível molecular. Se você pensou em sexo grupal com alienígenas e ficou incomodado com a ideia, imagine como se sentiu Lilith.

pokemon-oankali

Aquele momento constrangedor em que você descobre que precisa ter filhos com um alien cheio de tentáculos.

Despertar é um livro intenso. Lilith é uma antropóloga que perdeu a família em um acidente antes da guerra nuclear, e sua resiliência e vontade de viver são o que a torna interessante para os planos dos Oankali. Ela precisa enfrentar conflitos morais aterradores e tomar decisões em nome de todos os humanos, ao mesmo tempo que lida com essa espécie alienígena cujas habilidades e poderes ela não conhece completamente. Sua relação com os aliens é muitas vezes ambígua, e Lilith não sabe até que ponto pode confiar neles ou acreditar em tudo o que lhe contam. Acompanhar de perto seus conflitos e escolhas é aflitivo, e deixa o leitor completamente vidrado nas páginas.

Apesar de se apresentarem como salvadores, os Oankali agem de forma condescendente e paternalista, omitindo informações e não permitindo que os humanos escolham o que lhes acontece. Um dos aspectos mais perturbadores da trama é ver a raça humana em uma posição inferior aos alienígenas, sendo tratada da mesma forma como nós tratamos outras espécies animais. Essa perspectiva questiona práticas como acasalamento forçado e seleção genética artificial.

Humanos subjugados por alienígenas capazes de decidir nosso destino são um tema perturbador e recorrente na ficção científica. Alguns exemplos famosos são O fim da infância, de 1953, e o filme Planeta fantástico, de 1973. Assim como os aliens do livro de Clarke, os Oankali têm muito conhecimento ao qual a humanidade não tem acesso, e a protegem na base do silêncio. Mas Butler retrata um tratamento à humanidade bem mais abusivo e inquietante. Enquanto os Senhores Supremos de Clarke instauram na Terra uma era de paz e prosperidade, sem dores ou preocupações, em Despertar os humanos perdem o direito à verdade, à liberdade reprodutiva e a fazer escolhas sobre o próprio corpo.

Ao mesmo tempo, o leitor de Butler não é levado a uma simpatia imparcial pela humanidade, como acontece com quem assiste Planeta fantástico. Ao longo da trama, os Oankali apontam algumas verdades inegáveis sobre a espécie humana, como a nossa tendência à autodestruição, à hierarquia, à guerra e à destruição do ambiente. Sua perspectiva sobre a forma como a humanidade se extinguiu levanta diversas questões desconfortáveis sobre ética e livre arbítrio.

O livro também traz alguns temas recorrentes na obra de Butler: o medo da violência, a destruição do planeta Terra, direitos reprodutivos e consentimento sexual, a palavra escrita como instrumento de poder, relações afetivas hierarquizadas, entre outros. A edição da Morro Branco traz, ao final, uma série de perguntas para debater a obra, que ajudam a tornar esse livro uma excelente escolha para clubes de leitura e salas de aula.

Despertar é o primeiro volume da trilogia Xenogênese, originalmente lançada entre 1987 e 1989, mas que só começou a ser publicada no Brasil no ano passado. O livro ganhou o prêmio Le Blanc este ano, na categoria “Melhor Romance Estrangeiro de Fantasia, Ficção Científica ou Terror Publicado em Língua Portuguesa”, e deixou os leitores ansiosos pelo segundo volume, com lançamento previsto para o próximo semestre.

*

Clique aqui e compre esse livro na Amazon.com.br!

Despertar
Trilogia Xenogênese, vol. 1
Autora: Octavia E. Butler
Tradutora: Heci Regina Candiani
Editora: Morro Branco
Ano de publicação: 1987
Ano desta edição: 2018
352 páginas

Livro cedido em parceria com a Morro Branco

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s