[Especial] Goodreads Choice Awards – dicas de edições brasileiras

goodreads2019.png

O mais prestigioso prêmio literário de voto popular já começou! O Goodreads Choice Awards está na 11ª edição e é concedido a livros de 20 categorias, escolhidos via votação dos usuários da plataforma – um júri de cerca de 90 milhões de pessoas!

O prêmio ajuda a sentir a percepção de uma comunidade de leitores sobre os livros publicados naquele ano e pode servir como radar para editoras que publicam obras estrangeiras por aqui.

Calendário de votação

Primeira rodada Nov. 5 – 10
Semifinal Nov. 12 – 17
Finais Nov. 19 – Dec. 2
Vencedores Dec. 10

A primeira rodada serve para estabelecer o candidatos. São apresentados 15 livros em cada categoria, selecionados pelos organizadores de acordo com notas e classificações de “Quero ler” que as obras recebem no site. O público ainda pode acrescentar votos para livros ainda não indicados, usando uma ferramenta chamada “Write-in”.

Na semifinal, entram 20 livros: os 15 indicados pela plataforma e os 5 mais indicados via Write-in. E, na final, o público escolhe entre as 10 obras mais votadas em cada categoria.

A plataforma avisa se algum dos livros que você colocou em estantes foi indicado. 

A equipe do Sem Serifa fez uma seleção de indicações nas nossas categorias favoritas, incluindo apenas livros que estão para chegar aqui no Brasil ou cujos autores já foram publicados por aqui. A lista completa de indicações (em inglês) está disponível neste link.

Se você se interessar por algum livro, considere comprar pelos nossos links e  nos ajudar a produzir mais conteúdo como esse 😀

 

Ficção

Os testamentos (Margaret Atwood) – A continuação de O conto da aia (que já resenhamos), passada quinze anos depois e apresentando o confronto das perspectivas de três mulheres com experiências bem distintas. Tudo indica que as bases da República de Gilead estão ruindo. A PRÉ-VENDA está disponível, mas para quem quiser ir lendo outros livros da autora, indicamos também Semente de bruxa e A odisseia de Penélope.

Pessoas normais (Sally Rooney) – A obra conta as dificuldades na relação entre dois adolescentes em Dublin. Conforme crescem e a vida os separa, precisam descobrir a quais sacrifícios estão dispostos para ajudar um ao outro. A autora é considerada uma porta-voz da geração millenial. O livro foi publicado aqui pela Companhia das Letras, você pode COMPRAR AQUI. Conversas entre amigos, o primeiro romance da autora, foi editado pela Alfaguara e também está disponível. 

Olive, Again (Elizabeth Strout) – Continuação de Olive Kitteridge (que ganhou um Pullitzer!), promete trazer mais das reflexões da professora aposentada. Por aqui a autora é também publicada pela Companhia das Letras. Estamos de dedos cruzados para Olive, Again também ser traduzido 😀 Meu nome é Lucy Barton, da mesma autora, também está disponível.

Uma mulher não é um homem (Etaf Rum) – A obra se passa na Palestina, na década de 1990, e relata a experiência da adolescente Isra, forçada a casar-se e mudar-se para Nova York. Essa drástica mudança de vida foi trazida para o Brasil pela Primavera Editorial. COMPRE AQUI.

On Earth We’re Briefly Gorgeous (Ocean Vuong) – Primeiro romance do vietnamita radicado americano, consiste da carta de um filho à sua mãe iletrada. Céu noturno crivado de balas, um livro de poemas do autor, saiu pela Editora Âyiné.

 

Ficção Histórica

Once Upon a River (Diane Stterfield) – Uma criança muda volta à vida à beira do rio Tâmisa e três famílias a reivindicam para si. Em seu silêncio, as perguntas sobre sua origem apenas se multiplicam e ficam mais e mais sombrias. A autora já havia publicado por aqui A décima terceira história, pela Record.

The Giver of Stars (Jojo Moyses) – Este relata os conflitos de cinco mulheres, em diferentes cenários e contextos, entre a Inglaterra e o interior dos EUA. A obra é inspirada em fatos reais, mas há boatos de que inspirou-se até demais em outro livro, The Bookwoman of Troublesome Creek. A autora é sucesso de vendas aqui no Brasil pela Intrínseca, e seu maior sucesso, Como eu era antes de você, foi adaptado para o cinema. Nós já resenhamos um livro dela: Um mais um.

Daisy Jones and The Six (Taylor Jenkins Reid) – A banda Daisy Jones and The Six se separa no último show de uma turnê de sucesso, e a obra retorna às origens da banda, relatando como Daisy conquistou seu sonho e a qual preço. TW: Contém abuso de drogas e aborto. COMPRE AQUI a edição publicada pela Paralela.

Cidade das garotas (Elizabeth Gilbert) – Da mesma autora de Comer, rezar, amar e Grande magia (livro sobre criatividade que está na minha lista de leitura há um tempão!). Gilbert promete nos comover novamente, desta vez em uma história ambientada na Nova York da década de 1940 com uma protagonista de 19 anos que foi expulsa da faculdade e agora tem que se responsabilizar pelas próprias ações. A obra foi publicada pela Alfaguara. COMPRE AQUI.

 

Mistério e Thriller

An Anonymous Girl (Greer Hendricks e Sarah Pekkanen) – Conta a história de Jessica Farris, inscrita para participar de um misterioso estudo de psicologia que vai se tornando invasivo e assustador. A primeira colaboração das autoras, A mulher entre nós, saiu pela Companhia das Letras.

The Lost Man (Jane Harper) – A australiana Jane Harper surpreende desde seu livro de estreia, A seca (publicado aqui pela Morro Branco), que vai virar filme. Sou bem suspeita para falar, mas essa é uma autora que pretendo acompanhar por toda a carreira.

Minha irmã, a serial killer (Oyinkan Braithwaite) – O título parece resumir muito bem a premissa, inclusive o humor irônico que permeia a narrativa. Saiu aqui pela Kapulana e tenho visto muitos elogios. COMPRE AQUI.

Searching for Sylvie Lee (Jean Kwok) – A obra relata o desaparecimento de uma menina de família chinesa imigrante. Foi best-seller nos EUA, e no Brasil temos da mesma autora a obra Garota, traduzida, que saiu pela Suma.

A paciente silenciosa (Alex Michaelides) – Este já saiu por aqui pela Rocco (COMPRE AQUI) e conta o que acontece quando Alicia Berenson atira cinco vezes no marido, sem motivo aparente, e não fala uma palavra sequer nos 6 anos seguintes. Há quem diga que o plot twist é previsível para os que já estão acostumados ao gênero.

 

Fantasia

Middle Game (Seanan McGuire) – Gêmeos que não são exatamente humanos: um com uma incrível facilidade para linguagem, a outra para matemática. Mas ainda não são exatamente deuses, e é isso que Reed, seu criador, pretende alcançar. Da mesma autora da série Crianças Desajustadas, publicada por aqui pela Morro Branco, que começa com o premiado De volta para casa.

Of Blood and Bone (Nora Roberts) – Seria esta autora um bot? O único livro que li dela me pareceu previsível mesmo na adolescência, mas admiro muito como ela tem uma produção farta, aparece em peso nas prateleiras e em premiações como esta. A obra é o segundo volume de Ano um.

The Kingdom of Copper (S.A. Chakraborty) – Sequência de A cidade de bronze, um dos romances mais shippáveis dos últimos tempos. A série é publicada no Brasil pela Morro Branco.

Fogo e sangue (George R.R. Martin) – George, meu filho, você não deveria estar escrevendo o final das Crônicas de Gelo e Fogo (altamente elogiada pela Isa neste post) para podermos esquecer o final horroroso da série da HBO (nem um pouco elogiada pela Isa)? Este é o primeiro volume de uma série sobre os Targaryen, e foi publicado pela Suma (COMPRE AQUI). 

The Starless Sea (Erin Morgenstern) – Zachary encontra por acaso um livro que conta uma história familiar até demais: relatos de sua própria infância. Com a sensação de que algo de errado não está certo, a trama se desenrola apresentando elementos mágicos em um oceano repleto de pirataria. A Morro Branco anunciou a publicação da obra para 2020. Da mesma autora, a Intrínseca lançou o esgotadíssimo O circo da noite, que já resenhamos.

 

Ficção Científica

Máquinas como eu (Ian McEwan) – Este autor é famoso por não gostar do rótulo de ficção científica e, só de birra, espero que perca. Além disso, tenho visto comentários dizendo que é uma das piores obras do autor. A edição brasileira da Companhia, porém, tem uma linda faca especial na capa.

Exhalation (Ted Chiang) – Eu amo de paixão o História da sua vida e outros contos(e temos resenha!), então as expectativas para essa obra, que também é uma coletânea de contos, estão altíssimas!

The City in The Middle of The Night (Charlie Jane Anders) – Há um planeta em que dia e noite são territórios permanentes. Essa premissa me lembrou bastante o livro YA A idade dos milagres, já resenhado por aqui. O premiado livro de estreia da autora, Todos os pássaros no céu, saiu pela Morro Branco.

To be Taught, if Fortunate (Becky Chambers) – Da autora do super elogiado A longa viagem a um pequeno planeta hostil, que saiu aqui pela Darkside, essa obra parte da ideia que exploradores espaciais adaptam seus organismos em vez de tentar terraformar novos planetas. 

 

Young Adult

Na hora da virada (Angie Thomas) – Angie aborda com muita consistência questões delicadas em O ódio que você semeia, que ganhou adaptação pro cinema e que já resenhamos. On The Come Up conta as dificuldades de Bri, uma jovem rapper que almeja alcançar o sucesso que seu pai teve quando vivo – e que precisa do dinheiro para manter a casa da família. COMPRE AQUI

With the Fire on High (Elizabeth Acevedo) – A poeta X já estava na minha lista de leituras há um tempão e esta obra me despertou ainda mais curiosidade. Emoni, a protagonista, tem um imenso talento para a culinária, mas precisa equilibrar seus sonhos com a necessidade de prover segurança para sua filha e sua avó.

A cinco passos de você (Rachel Lippincott) – Esta obra parece ter levado muitos às lágrimas ao contar a vida de uma mulher com fibrose cística. Foi publicada no Brasil pela Globo ALT, compre aqui 🙂

 

Fantasia e Ficção Científica YA

Wayward Son (Rainbow Rowell) – O HYPE, SENHOR. Ainda não li nada da autora, mas muitos amigos estão entusiasmadíssimos com esse livro, que fala o que acontece depois que o herói salva o dia. Carry on, publicado aqui pela Novo Século, já foi resenhado.

The Toll (Neil Shusterman) – Li o primeiro volume da série, O ceifador, e não me entusiasmei muito (oooolha a resenha!), mas quem sabe essa indicação não me anima a dar uma segunda chance? A série está saindo por aqui pela Seguinte.

Aurora Rising (Amie Kaufman e Jay Kristoff) – Atenção para o samba de editoras: Amy já saiu no Brasil com as obras, também escritas em dupla, Quando as estrelas caem (Novo Conceito) e Os eternos (Morro Branco). Já Kristoff saiu pela Plataforma 21 com a série Crônicas da Quasinoite. Iluminae, outra obra conjunta de ambos, teve os direitos comprados pela Novo Conceito em 2015, sem notícias de publicação. Aurora Rising foi confirmada para 2020 pela Rocco.

Finale (Stephanie Garber) – Terceiro volume da série Caraval, que sai por aqui pela Novo Conceito. De acordo com as resenhas no próprio Goodreads, esse desfecho é mais que satisfatório.

The Wicked King (Holly Black) – Segundo volume de O príncipe cruel (Galera Record), que desenvolve a história de Jude e Cardan em suas intrigas no Reino das Fadas.

Queen of Air and Darkness (Cassandra Clare) – Série que dá continuidade à série Os instrumentos mortais; conceito confuso, mas que parece estar fazendo a alegria dos fãs!

***

Sentiu falta de alguma obra na nossa seleção? Pretende acrescentar alguma obra nos votos write-in?

O que achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s