[Resenha] O túnel

Esta resenha foi escrita pela nossa querida amiga e colega de trabalho Isabela Norberto, formada na USP em Letras – Espanhol.

tunelSinopse:

Lançado em 1948, este livro extraordinário foi escrito, segundo seu autor, “a partir de uma subjetividade total”. Em 1953, no livro Heterodoxia, Sabato comentou sua obra: “Enquanto eu escrevia esse romance […], muitas vezes me detinha, perplexo, para avaliar o que estava saindo, tão diferente do que havia previsto. E, sobretudo, me intrigava a importância crescente que iam assumindo o ciúme e o problema da posse física. Minha ideia inicial era escrever um conto, o relato de um pintor que enlouquecia ao não conseguir comunicar-se […] nem mesmo com a mulher que parecia tê-lo entendido por intermédio de sua pintura”. Ao final, “o desespero metafísico se transforma em ciúme, e a história que parecia destinada a ilustrar um problema metafísico se transforma em romance de paixão e crime”.

Fonte: Companhia das Letras

[Atenção: Resenha com spoilers.]

Continuar lendo

[Resenha] O anjo pornográfico

Essa resenha foi escrita por minha irmã, Carolina Prospero Graziano, professora e mestre em Literatura pela Unicamp, com base no livro da Companhia das Letras. 

anjo

Sinopse:

Gênio ou louco? Tarado ou santo? Reacionário ou revolucionário? Nenhum outro escritor brasileiro foi tão polêmico em seu tempo.
Para escrever O anjo pornográfico, Ruy Castro, autor do consagrado Chega de saudade, realizou centenas de entrevistas com 125 pessoas que conheceram intimamente Nelson Rodrigues e sua família. Elas o ajudaram a reconstituir essa assombrosa história, capaz de arrancar risos e lágrimas.

Fonte: Companhia das Letras

Continuar lendo