[Resenha] A curva do sonho

curvadosonhoSinopse:

Em um mundo assolado por instabilidade climática e superpopulação, George Orr, um cidadão pacato e mundano, descobre que seus sonhos têm o poder de alterar a realidade. Quando acorda, o mundo que conhecia tornou-se um lugar estranho, quase irreconhecível, em que apenas ele tem a memória de como era antes.

Sem rumo, ele busca a ajuda do Dr. William Haber, psiquiatra que logo deixa de lado o seu ceticismo e entende o poder que George possui, transformando-o em um peão de um perigoso jogo, em que o destino da humanidade fica mais ameaçado a cada instante.

Fonte: Morro Branco

Continuar lendo

[TAG] Oscar literário – Parte 2: Premiação

oscarbannercerto2

Chegou o dia da premiação do nosso Oscar Literário! Nesta tag criada pelo Sem Serifa, indicamos e premiamos os melhores livros que lemos no ano passado. Antes de ver os premiados, confira a lista com todas as indicações!

Continuar lendo

[Resenha] O feiticeiro de Terramar

Essa resenha foi feita com base no e-book em inglês da Houghton Mifflin Harcourt. A tradução de trechos foi feita por mim.

ursulaleguinearthsea01Sinopse:

A ilha de Gont, montanha solitária cujo topo se eleva à altura de uma milha sobre o tormentoso Mar do Nordeste, é uma terra famosa por seus bruxos. Das vilas em seus altos vales e dos portos nas baías estreitas e escuras, muitos gontenses partiram para servir aos Senhores do Arquipélago em suas cidades, como bruxos ou magos, ou ainda, em busca de aventuras viajaram praticando magia de ilha em ilha, por toda a Terramar. Destes, dizem que o maior e com certeza o que mais viajou foi o homem chamado Gavião, que em seu tempo tornou-se senhor do dragão e também Arquimago.

Fonte: Livraria Cultura

Continuar lendo

[Resenha] A mão esquerda da escuridão

maoesquerdaSinopse:

Genly Ai foi enviado a Gethen com a missão de convencer seus governantes a se unirem a uma grande comunidade universal. Ao chegar ali, o experiente emissário sente-se completamente despreparado para a situação que lhe aguarda. Na sociedade complexa de Gethen, homens e mulheres são um só e nenhum ao mesmo tempo. Os indivíduos não possuem sexo definido e, como resultado, não há qualquer forma de discriminação de gênero. Mas Genly é humano demais. A menos que consiga superar os preconceitos nele enraizados a respeito dos significados de feminino e masculino, ele corre o risco de destruir tanto sua missão quanto a si mesmo.

Fonte: Aleph

Continuar lendo