[Lista] Livros YA com temas importantíssimos

A literatura Young Adult ainda é subestimada. É relegada apenas a leitores em formação, e muitas vezes vista como um degrau que precisa levar à leitura de clássicos e de “alta literatura”, mesmo que muitos adultos já reconheçam o valor desses livros e o público adolescente se prove cada vez mais criterioso. Nos últimos 20 anos, o gênero se desenvolveu (não apenas em aspectos literários como também mercadológicos) e as editoras abriram espaço para obras voltadas para adolescentes.

Essas obras não são apenas relevantes, como também inovadoras. Diante de um público leitor cada vez mais exigente, os autores de livros YA têm ousado abordar muitos temas social e politicamente importantes – e nem é preciso dizer que não são temas que interessam apenas a adolescentes.

Separamos algumas indicações de livros dentro de diversas pautas sociais importantes para quem quer dar uma chance ao YA e entender por que esse gênero é cada vez mais relevante.

Continuar lendo

[Resenha] Herland: a terra das mulheres

Esta resenha foi escrita com base no e-book em inglês do Project Gutenberg. Todas as traduções de trechos foram feitas por mim.

herlandSinopse:

Publicado pela primeira vez em 1915, Herland – A Terra das Mulheres é uma novela que coloca os holofotes sobre a questão de gênero. Escrito pela feminista Charlotte Perkins Gilman, o livro descreve uma sociedade formada unicamente por mulheres que vivem livres de conflitos e de dominação. A história é narrada por um estudante de sociologia que, junto a dois companheiros, chega ao lendário país ocupado por mulheres. As diferentes visões dos três exploradores geram um choque cultural com a organização social utópica que terão de confrontar. Herland subverte questões como a definição de gênero, a maternidade e o senso de individualidade. Gilman, nesta obra, cria uma história revolucionária e dá uma importante contribuição às discussões sociológicas sobre os papéis masculino e feminino em sociedades de qualquer época.

Fonte: Via Leitura

Continuar lendo

[Resenha] A mãe de todas as perguntas

mae-de-todasSinopse:

Nos doze ensaios que compõem este livro, Rebecca Solnit, uma das principais figuras do feminismo contemporâneo, oferece reflexões cristalinas e poderosas acerca de temas fundamentais à realidade da mulher de hoje, como a desigualdade no espaço de trabalho, a cultura do estupro, o silenciamento feminino e a imposição da maternidade. Incisiva e divertida, Solnit restitui à questão da igualdade de gêneros a gravidade que merece, sem abrir mão da voz irreverente que trouxe renome à autora.

Fonte: Companhia das Letras

Continuar lendo

[Resenha] Você já é feminista!

feministaSinopse:

O livro apresenta 23 textos de autoras como Djamila Ribeiro, Luísa Marilac, Lola Aronovich, Nana Queiroz, Amara Moira, entre outras ativistas atuantes na Primavera das Mulheres – que colocou em evidência as novas faces do feminismo na era da Internet. Nos textos, temas como ambiente de trabalho, divisão de tarefas domésticas, machismo, tabus sexuais, parto, legalização do aborto, maternidade e família são discutidos na forma de ensaios acessíveis e introdutórios, que juntos formam um panorama das novas vertentes da discussão sobre gênero atual e sobre os direitos da mulher. Com apresentação da filósofa Marcia Tiburi.

Continuar lendo

[Especial] Write like a girl!

O mês da mulher ainda não acabou, e decidimos aproveitá-lo para finalmente gravar um vídeo que idealizamos muito tempo atrás: indicações das nossas escritoras favoritas!

E, como a empolgação foi grande com esse tema tão importante e querido, fizemos também uma lista com indicações de excelentes livros escritos por mulheres. Clique em “Continuar lendo” para ver a lista, e boa leitura! 😉

Continuar lendo

[Resenha] Sejamos todos feministas

sejamostodosSinopse:

O que significa ser feminista no século XXI? Por que o feminismo é essencial para libertar homens e mulheres? Eis as questões que estão no cerne de Sejamos todos feministas, ensaio da premiada autora de Americanah e Meio sol amarelo. Neste ensaio agudo, sagaz e revelador, Adichie parte de sua experiência pessoal de mulher e nigeriana para pensar o que ainda precisa ser feito de modo que as meninas não anulem mais sua personalidade para ser como esperam que sejam, e os meninos se sintam livres para crescer sem ter que se enquadrar nos estereótipos de masculinidade. Sejamos todos feministas é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston.

Fonte: Livraria Cultura

Continuar lendo

[Resenha] O histórico infame de Frankie Landau-Banks

historicoTrecho:

Como uma pessoa se torna o que ela é? Quais são os fatores de sua cultura, infância, educação, religião, condição financeira, orientação sexual, raça, interações cotidianas – que tipo de estímulos a levam a fazer escolhas que farão com que outras pessoas a odeiem depois?

Este relato é uma tentativa de identificar os elementos da personalidade de Frankie Landau-Banks que contribuíram para o que aconteceria depois: coisas que mais tarde ela veria com uma mistura curiosa de arrogância e arrependimento.

Continuar lendo

[Resenha] Y: o último homem

Esta resenha foi feita com base na edição em inglês da Vertigo. Todas as traduções de trechos foram feitas por mim.

y_capa

Sinopse:

O que aconteceria se todos os homens morressem? Em um instante, todos os seres de cromossomo Y do planeta caíram mortos – inexplicavelmente. As mulheres agora dominam o mundo, mesmo sabendo que não há salvação para a raça humana. O que elas não sabem é que há uma esperança: Yorick Brown e seu macaco Ampersand são os únicos machos que ainda caminham sobre a Terra. Se conseguirem continuar vivos, eles vão descobrir o que matou todos os homens – e salvar o planeta.

Fonte: Vertigo

Continuar lendo