[Resenha] Alerta de risco

Alerta de riscoSinopse: “Todos temos nossos pequenos gatilhos… coisas que esperam por nós, pacientemente, em passagens sombrias da nossa vida.” É com palavras assim que Neil Gaiman apresenta Alerta de risco, uma rica coletânea de histórias de terror e de fantasmas, ficção científica e conto de fadas, fábula e poesia que exploram o poder da imaginação. Um escritor sofisticado cujo gênio criativo não tem paralelos, Gaiman hipnotiza com sua alquimia literária e nos transporta para as profundezas de uma terra desconhecida  em que o fantástico se torna real e o cotidiano resplandece. Repleto de estranheza e terror, surpresa e diversão, Alerta de risco é um tesouro que conquista a mente e agita o coração do leitor.

Fonte: Intrínseca

Continuar lendo

[Resenha] A biblioteca invisível

biblioteca invisívelSinopse: Irene é uma espiã profissional da misteriosa Biblioteca, uma obscura organização que existe fora do tempo e espaço e que coleciona livros e manuscritos de diferentes realidades. E junto com seu enigmático assistente Kai, ela é enviada para uma Londres alternativa com a missão de recuperar um perigoso livro. Mas quando eles chegam, ele já foi roubado.

Continuar lendo

[Resenha] O mundo perdido

o mundo perdidoSinopse:

Seis anos se passaram desde os terríveis acontecimentos no Jurassic Park. Seis anos, desde que o sonho extraordinário, nos limites entre a ciência e a imaginação humana, acabou se tornando um trágico pesadelo.

A Isla Nublar não era o único lugar usado por John Hammond em suas pesquisas genéticas de ponta. Agora, o matemático Ian Malcolm e uma equipe de cientistas – além de certos “pequenos clandestinos” – devem explorar outra ilha na Costa Rica, repleta dos mais perigosos dinossauros que já caminharam pela Terra.

Fonte: Aleph

Continuar lendo

[Semana Philip K. Dick] Um reflexo na escuridão

Sinopse: reflexo na escuridão Arctor/Fred, um agente disfarçado, é obrigado a esconder sua verdadeira identidade tanto dos que convivem com ele no dia a dia dos usuários de substâncias ilícitas quanto de seus colegas policiais. No entanto, trabalhar como agente infiltrado para a divisão de narcóticos pode cobrar seu preço: ele acaba viciado em uma droga psicotrópica perigosa e muitas vezes letal, a Substância D.

Fonte: Livraria Cultura

Continuar lendo

[Resenha] Harry Potter and the Cursed Child

Esta resenha foi feita com base no livro em inglês da Little, Brown. A tradução de trechos foi feita por mim. Essa é uma resenha sem spoilers.

cursedchildSinopse:

Foi sempre difícil ser Harry Potter e não é muito mais fácil agora que ele é funcionário do Ministério da Magia, marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry se esforça para lidar com um passado que se recusa a ficar em seu lugar, seu filho mais novo, Albus, tem que lutar com o peso de um legado familiar que nunca desejou. Passado e presente se fundem ameaçadoramente, e pai e filho aprenderão uma verdade inconveniente: às vezes, a escuridão vem de lugares inesperados.

Fonte: Livraria Cultura

Continuar lendo

[Resenha] A arte do descaso

A arte do descasoSinopse: 

Em pleno Carnaval, quatro homens invadiram o Museu da Chácara do Céu, no bairro de Santa Teresa no Rio de Janeiro, e roubaram cinco obras de arte: um Dalí, um Matisse, um Monet e dois Picassos, cujo valor estimado, na época, ultrapassava 10 milhões de dólares. Decidida a desvendar o mistério, a jornalista Cristina Tardáguila chegou a se colocar em situações de risco a fim de encontrar respostas. Em sua jornada, ela viajou para a Europa e mergulhou no mundo obscuro dos crimes de arte.

Fonte: Livraria Cultura

Continuar lendo

[Resenha] Cornücópia

CornucopiaSinopse:

A cornucópia é um simbolo antigo, presente na mitologia grega e representado em obras de arte através dos séculos. É uma representação de fartura e abundância. Em Cornücópia, o leitor passeia por um momento no tempo de total fartura e abundância sexual, multiracial, multigênero. Sem rédeas, personagens específicos e diálogos. Como todo livro erótico, Cornücópia, não é sobre a história, mas sim sobre sensações.

Fonte: Ugra Press

Continuar lendo

[Resenha] Primeiras vezes

1206-20150416143345Sinopse:

Para todos aqueles que apreciam o erotismo, Primeiras vezes é uma obra… de primeira. No universo imaginado por Sibylline, os protagonistas são sempre mulheres. Mas se as dez histórias de Primeiras vezes saíram da imaginação de uma única roteirista, as imagens que as sublimam emanam tanto de rapazes quanto de garotas. Que só podem, no entanto, exprimir sua liberdade estilística e seu talento dentro do quadro imposto pela Dominatrix Sibylline! A imposição se revela diabolicamente excitante: cada uma de nossas heroínas descobre – pela primeira vez, pois – um novo “rosto”, inesperado ou havia muito desejado, de sua libido.

Fonte: Grupo Autêntica

Continuar lendo

[Resenha] Bordados

Sinopse:

BordadosOs almoços de família na casa da avó de Marjane Satrapi, em Teerã, terminavam sempre com o mesmo ritual – enquanto os homens iam fazer a sesta, as mulheres lavavam a louça. Logo depois começava uma sessão cujo acesso só era permitido a elas – o “bordado”. O “bordado” iraniano seria equivalente ao brasileiríssimo “tricô”, não fosse uma acepção bastante particular – a expressão designa também a cirurgia de reconstituição do hímen, uma decisão pragmática para as mulheres que não abrem mão de ter vida sexual antes do casamento, mas sabem que precisam corresponder às expectativas das forças moralistas do país.

Fonte: Companhia das Letras

Continuar lendo

[Resenha] Le Chevalier e a exposição universal

le chevalierSinopse:

O ano é o de 1867 e Paris prepara-se para celebrar a Exposição Universal, consolidando-se como a capital do mundo moderno! Impulsionada pela tecnologia a vapor do professeur Verne, Paris se tornou o epicentro de uma renovada Europa. Ferro, fumaça e óleo lubrificam o caminho do Império Francês enquanto drozdes mecânicos saltitam entre a multidão. Mas uma ameaça paira sobre a cabeça de Napoleão! Em uma guerra de apenas sete semanas, a Prússia derrota a Áustria e lança seus olhos cobiçosos sobre a rica e aristocrática França. Mergulhado nas trevas, o Bureau convoca o seu melhor homem: Um espião sem passado. Sem nome. A serviço da sua Majestade, ele é conhecido apenas como: Le Chevalier!

Fonte: Editora Avec

Continuar lendo